Pontos Doutrinais

1) Em um só Deus, onipotente, onipresente e onisciente, eternamente subsistente em três pessoas distintas: o Pai, o Filho e o Espírito Santo, constituindo a Trindade Divina, em que partilham a mesma glória, honra, poder e majestade. E nessa trindade ninguém é anterior ou posterior, maior ou menor, porém todas as três pessoas são, da mesma forma, eternas e iguais entre si; de modo que em tudo deve ser adorada a Trindade na Unidade e a Unidade na Trindade, conforme Deuteronômio 6:4-5; Mateus 28:19; II Coríntios 13:13.

2) Na inspiração total da Bíblia Sagrada como única regra infalível de fé normativa para a vida e o caráter cristãos, conforme Romanos 15:4; II Timóteo 3:14-17; II Pedro 1:19-21.

3) No nascimento virginal de Jesus Cristo, em sua morte vicária e expiatória, em sua ressurreição física dentre os mortos e em sua ascensão vitoriosa aos céus, conforme Isaías 7:14; Lucas 1 e 2; Romanos 8:34; Atos 1:9-11.

4) No pecado de nossos primeiro pais, Adão e Eva, que resultou na quebra da comunhão com Deus – a morte espiritual – e, como conseqüência imediata, na pecaminosidade inata de todo ser humano, que o destituiu da glória de Deus, e que somente o arrependimento e a fé na obra expiatória e redentora de Jesus Cristo – dom concedido pelo Pai, através de sua graça – o pode restaurar a Deus, conforme Romanos 3:23; Atos 3:19; João 1:7-9, Efésios 2:8-9

5) Na segunda vinda de Cristo, conforme Atos 1:11; I Coríntios 15:51-54; I Tessalonicenses 4:16, 17.
6) No batismo bíblico efetuado por imersão total do corpo, uma só vez, em águas, em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo, conforme Mateus 28:19; Romanos 6:1-6; Atos 8:36-39.

7) Na necessidade e na possibilidade de viver-se vida santa, mediante a obra expiatória e redentora de Jesus Cristo no Calvário, através do poder regenerador, inspirador e santificador do Espírito Santo, que nos capacita a viver como fiéis testemunhas do poder de Jesus Cristo, conforme Hebreus 9:13, 14; I Pedro 1:15, 16.

8) No batismo bíblico com o Espírito Santo e na atualidade dos dons espirituais, concedidos à Igreja para sua edificação, consolação e exortação, conforme Atos 1:5; 2:4, 38, 39; 10:44-46; 19:6; I Coríntios 12:1-12.

9) Na necessidade absoluta da conversão e do arrependimento, no perdão dos pecados, na salvação presente e perfeita, e na justificação da alma, recebidos
gratuitamente de Deus pela fé no sacrifício de Jesus Cristo na cruz do Calvário em favor da humanidade, conforme João 3:36; Atos10:43; Romanos 4:24-26; 10:13.

10) No juízo vindouro, que recompensará os fiéis e condenará os infiéis, conforme Mateus 25:31-46; Apocalipse 21:1-8.

11) Na vida eterna de alegria e felicidade para os salvos em Jesus Cristo, e na condenação eterna para os infiéis ou perdidos, conforme Daniel 12:2; Mateus 25:46